CPMI das Fake News ouve convidados do deputado Dr. Leonardo nesta quarta

November 5, 2019

 

O combate à desinformação e a proteção das investigações dos crimes cibernéticos no Brasil serão os temas das oitivas marcadas para a próxima quarta-feira (06.11), na CPMI das Fake News. Autor dos requerimentos, o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) deverá fazer questionamentos aos representantes da Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro Nacional), Adriele Ayres Brito; do portal Boatos.org, Edgard Matsuki; do portal Comprova, Sérgio Boeck Lüdtke; e do portal e-farsas.com, Gilmar Henrique Lopes. 

 

A oitiva dos especialistas está marcada para as 13h, no Plenário nº 2, ala Senador Nilo Coelho, no Senado Federal.

 

O deputado de Mato Grosso aprovou o convite à Procuradoria-Geral da República, Polícia Federal e Associações das Empresas de Tecnologia da Informação para discutir os fundamentos da Ação Declaratória de Constitucionalidade 51. A ADC busca validar dispositivos de cooperação internacional que trata da obtenção de conteúdo de comunicação privada sob controle de provedores de aplicativos de internet sediados no exterior. 

 

A PGR ainda não confirmou presença na CPMI, mas defende que as empresas de aplicativos com servidores de internet sediados no exterior, como o Facebook e o Google, devem obedecer às leis brasileiras para fornecimento de dados.

 

“Parece um tema complicado, mas tem total ligação com nossos trabalhos. Concordo com a premissa de que qualquer restrição às autoridades nacionais para obter diretamente as informações coletadas por essas empresas vai gerar prejuízo às investigações em andamento, dificultando a apuração de crimes cibernéticos”, explicou Dr. Leonardo.

 

Em relação aos representantes dos portais de checagem de fatos, histórias, dados, pesquisas e registros, o deputado federal pretende discutir a ferramenta conhecida como “Fact Checking”. 

 

“Trata-se de um método jornalístico por meio do qual é possível certificar se a informação apurada foi obtida por meio de fontes confiáveis e, então, avaliar se é verdadeira ou falsa, se é sustentável ou não. Mais uma vez, estamos diante de um tema técnico que repercute diretamente em tudo aquilo que estamos falando nesta comissão”, finalizo

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Deputado Dr. Leonardo destina R$ 250 mil para saúde de Água Boa

January 13, 2020

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo