SAÚDE PÚBLICA: “Precisamos fortalecer as políticas ao invés de estigmatizar pessoas que convivem com HIV”, diz Dr. Leonardo

February 12, 2020


 

 


Médico por formação, o deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) questionou a declaração do presidente Jair Bolsonaro que afirmou que uma pessoa portadora de HIV é "despesa para todos no Brasil". As palavras do presidente, segundo o parlamentar, vão contra o trabalho de diversas organizações da sociedade civil que lutam contra a estigmatização das pessoas que convivem com HIV.

“Foi uma fala infeliz. Saúde não tem preço. Todos os casos de saúde pública tem custo: as políticas para combater a dengue, para tratar pessoas que sofreram acidente de trânsito, todas as demais. Mas não podemos usar o caso dos pacientes com HIV como foi citado. Precisamos fortalecer as políticas ao invés de estigmatizar pessoas que convivem com HIV. O preconceito e a segregação ofendem a dignidade de milhares de cidadãos e cidadãs que merecem respeito, igualdade e tratamento. Dignidade da pessoa humana é um princípio consagrado na nossa Constituição”, afirmou Dr. Leonardo.

Apesar de questionar a fala do presidente, o deputado federal esclarece que sua crítica é pontual. “Vimos um avanço no tratamento do HIV, o Brasil é pioneiro mundial em oferecer tratamento, dar qualidade de vida aos pacientes e permitir a inserção na sociedade. Pensando nesse sentido, acredito que o presidente foi infeliz no exemplo, mas tem a oportunidade de conversar com a sociedade sobre prevenção e tratamento”, destacou.

Dados - O Brasil vem enfrentando uma explosão de casos de HIV entre jovens. Segundo o relatório anual divulgado em 2019 pela Unaids, programa das Nações Unidas sobre o HIV, o país teve um aumento de 21% no número de infecções pelo vírus entre 2010 e 2018. A alta vai na contramão da tendência mundial, de estagnação no número de novos casos.

Segundo especialistas, o avanço do vírus tem relação com o conservadorismo crescente em torno do debate e com a redução das campanhas preventivas.

No fim de novembro de 2019, o Ministério da Saúde divulgou a estimativa de que 135 mil pessoas no Brasil são portadoras do vírus e não sabem.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Deputado Dr. Leonardo destina R$ 250 mil para saúde de Água Boa

January 13, 2020

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo